top of page
  • Foto do escritorTraddutz

Você sabe como as operações da PF são batizadas?

Atualizado: 30 de abr. de 2023


Quem acompanha o noticiário policial no Brasil já deve ter reparado nos nomes que a Polícia Federal (PF) atribui às operações que conduz em território nacional. Provavelmente a mais famosa e reconhecida de todas é a Lava Jato, nomeada assim porque uma rede de postos de combustíveis era usada para lavar dinheiro.


O site do MPF (Ministério Público Federal) destaca que o nome da operação Lava Jato "decorre do uso de uma rede de postos de combustíveis e lava a jato de automóveis para movimentar recursos ilícitos pertencentes a uma das organizações criminosas inicialmente investigadas". As investigações seguiram por caminhos diferentes, mas o nome pegou.


Mas quem é que batiza essas operações?

Segundo o delegado regional de Repressão e Combate ao Crime Organizado no Paraná Mozart Person Fuchs, os apelidos são escolhidos pela equipe de investigadores. "Nós temos uma gama de servidores formados em diversas áreas, biológicas, humanas, exatas, e isso permite que eles tenham um conhecimento maior para nomes diferentes das operações”, explicou o delegado à CNN Brasil. Graças à diversidade desse conhecimento temos um bom conteúdo para blog em cada novo nome criado.


Ainda para a CNN Brasil, o historiador Victor Missiato diz ver um "certo ativismo na criatividade da PF" ao criar os nomes. “O nome dessas operações, ora mais informais, ora mais conceituais, traz consigo uma noção de protagonismo", afirmou. "Analisando os nomes, aqui há uma visão muito ligada a um espectro redentor da Polícia Federal: 'Estamos operando para redimir os problemas da sociedade ou até mesmo para nos colocar acima do bem e do mal'", disse. Para ele, "isso é muito claro em alguns nomes de operações”.


A CNN Brasil ainda lembrava que a escolha dos nomes não segue critérios específicos. "A inspiração para os nomes vem de todos os lugares: filmes, comidas, expressões populares, científicas e religiosas". Nomes tão peculiares não deixam de ser um bom conteúdo de marketing.


Em uma reportagem de junho de 2016 na revista Galileu, o jornalista Bruno Vaiano dizia que "o trocadilho é o melhor amigo da Polícia Federal: piadas internas, referências acadêmicas e até falas inesquecíveis de ligações grampeadas são motivo para dar títulos criativos às operações do órgão". No texto, Vaiano relembrava alguns dos nomes de operações merecedores de prêmios (confira mais abaixo).


Agentes da PF e do Ibama em Roraima (fonte: PF)

Avis Aurea

Desde que a situação dos povos yanomami veio à tona e tomou os jornais no início de 2023, a PF deflagrou a operação Avis Aurea para combater o tráfico ilegal de ouro na região. O garimpo ilegal é a principal ameaça aos indígenas locais em função de doenças trazidas pelos garimpeiros, exploração de recursos e contaminação de rios.


Segundo a própria PF, o nome da operação faz menção ao termo em latim para "ave dourada", em alusão à forma da retirada do ouro por meio de aviões comerciais de Roraima.


Relembre outros nomes de operações*


Operação Freud

Na operação de 2007, uma quadrilha liderada pelo bispo fundador da Igreja Católica Apostólica Brasileira de BH e especializada em fraudar a Previdência Social entrava em contato com pessoas que haviam tentado, sem sucesso, conseguir afastamento por invalidez ou aposentadoria, e atribuía a eles laudos de pacientes com problemas mentais.


Operação Carniça

Após 2 anos de investigação, a PF deflagrou a operação contra uma quadrilha suspeita de desviar recursos da Fundação Nacional do Índio (Funai) destinados a organizações não governamentais indígenas no Amapá para compra de remédios, atendimento médico e obras de saneamento. Três pessoas foram presas. Como houve diversas mortes ocasionadas pelos desvios, a PF deu o nome “carniça” em referência à forma desprezível que os criminosos tratavam a vida indígena.


Operação Efebo

Estátua de um ephebo, do século 5º a.C. (fonte: Wikipédia)

Com inspiração na mitologia grega, a operação Efebo prendeu um psicólogo de 29 anos que induzia menores de idade a se exporem nus na internet. Ephebo é um termo grego para designar um adolescente do sexo masculino. "Na Grécia Antiga, [o termo] era aplicado a homens de 15 a 18 anos, embora em Atenas fossem homens de 18 a 20 anos, que eram instruídos em ephebeia, uma espécie de serviço militar", informa a Wikipédia.


Na Antiguidade, era ainda usado como um status social reservado a homens em tais idades. Segundo a PF, o termo teria surgido para designar o rapaz que era iniciado na vida sexual por um homem mais velho. O psicólogo foi indiciado por produção, posse e transmissão de imagens de pornografia infantil e por aliciamento de adolescentes.


Operação Tabela Periódica

Neste caso, o apelido foi dado não pelos agentes, mas pelos investigados na operação. Era usado para se referir a uma planilha adotada para controlar o cartel em licitações para obras destinadas à implantação da Ferrovia Norte-Sul e da Ferrovia Integração Oeste-Leste. O esquema foi desmontado pela PF em junho de 2016, após 44 mandados de busca e apreensão e 14 mandados de condução coercitiva em nove estados. Como lembra Vaiano: "Tudo (literalmente) em nome da química". A Tabela Periódica foi um dos vários desdobramentos da Operação Lava Jato.


Operação Flintstones

Você certamente se lembra da animada família que vivia em Bedrock e vinham direto da Idade da Pedra para os desenhos animados da Hanna-Barbera. Pois eles deram seu simpático sobrenome a uma operação de 2015 da PF montada para recuperar fósseis e espeleotemas, ou artefatos de cavernas, todos roubados.


A propósito, você sabia que a série Os Flintstones foi exibida originalmente entre 1960 e 1966 (alguns dirão que foi na Idade da Pedra dos desenhos animados!) e que já foi dublada em 22 idiomas? Assunto para um próximo post, quem sabe?


Operação Loki

Não é exatamente segredo que o deus Loki não é exatamente conhecido por ser bacana. De acordo com as lendas nórdicas, Loki é um deus da trapaça, da travessura e do fogo e também está ligado à magia e pode assumir a forma que desejar. Uma operação que levou o nome do deus nórdico foi deflagrada em Dionísio Cerqueira (SC) e desarticulou uma quadrilha especializada no contrabando de cigarros ilegais no Paraguai com atuação em 16 municípios do RS, SC e PR. Ao menos 6 PMs foram presos. Eles recebiam propina da organização criminosa para facilitar a passagem do contrabando. A postura dos PMs foi a referência para a escolha do nome, que também foi adotado em várias outras operações, como esta.


Alguns outros nomes engraçados de operações da PF: Gasparzinho, Alegoria da Caverna, Pintando o Sette, Good Vibes, Maus Caminhos, Senhor dos Anéis, Firula. A Wikipédia listou nomes de operações da PF desde 2003, vale a pena conferir!


Lembrou de algum outro? Deixe nos comentários! Confira também outras curiosidades sobre nome das coisas, idiomas e linguagem, como este post sobre a origem das palavras "samba" e "carnaval".


*Fontes das histórias: revista Galileu, Buzzfeed, portal Terra. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Yorumlar


bottom of page