Image by Gary Butterfield

Curiosidades

Algumas coisas sobre as quais você provavelmente nunca
parou para pensar sobre o mundo das traduções e dos idiomas

Uma das principais características de um bom tradutor é a curiosidade, porta de entrada para um repertório vasto e diverso, que ajuda a agregar qualidade ao material trabalhado. Na Traddutz, somos curiosos por natureza! Por isso, reunimos aqui alguns fatos inusitados.

 

Quantos idiomas existem?

A resposta não é simples, porque idiomas são descobertos ou desaparecem mais rapidamente do que imaginamos. Mas estima-se que atualmente existam entre 6,5 mil e 7,2 mil idiomas no mundo todo, cada um deles com o papel de tornar o planeta mais diverso, culturalmente rico e encantador. O site Ethnologue, que cataloga com detalhes as línguas faladas ao redor do mundo, lista exatos 7.139 idiomas em uso. Apesar do número assombroso, cerca de metade da população mundial é representada por apenas 23 línguas.


Algumas línguas, infelizmente, são usadas por pequenos grupos de pessoas, como é o caso do busuu, dialeto camaronês falado por apenas 8 pessoas. Há inclusive idiomas falados por apenas uma pessoa, considerados por isso "em perigo crítico". E nem é preciso olhar para muito longe: no Brasil, segundo a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), 190 idiomas são classificados com algum grau de ameaça. O Endangered Languages Project, que lista 183 idiomas ameaçados ou extintos no Brasil, estima que cerca de 40% dos idiomas existentes no mundo correm o risco de desaparecer.

Dia internacional da tradução

Você sabia que existe um dia da tradução, comemorado no mundo todo? A data, celebrada anualmente em 30 de setembro, homenageia o teólogo, historiador e confessor italiano Eusébio Sofrônio Jerônimo, ou São Jerônimo. Foi ele o tradutor da Bíblia para o latim, a partir dos manuscritos gregos do Novo Testamento. Jerônimo é considerado o padroeiro dos tradutores. Ele também traduziu partes do Evangelho hebraico para o grego. O religioso aprendeu latim na escola e era fluente em grego e em hebraico, que aprendeu com seus estudos e viagens. Jerônimo morreu perto de Belém, no Oriente Médio, em 30 de setembro de 420.

Quais são os idiomas mais falados no mundo?

Outra pergunta de resposta difícil, porque o cálculo muda se consideramos falantes nativos ou quem aprendeu como segunda língua. Em todo caso, o inglês lidera a lista, com mais de 1,13 bilhão de falantes nativos. O chinês mandarim vem em seguida, com 1,117 bilhão de nativos, número menor do que a população da China, porque o país tem vários outros idiomas e dialetos.

O português aparece entre os 10 mais falados, com cerca de 234 milhões de nativos - a maioria no Brasil, que tem cerca de 220 milhões de habitantes. Está em 9º, atrás do hindi (3º, com 615 milhões de nativos), espanhol (4º, 534 milhões), francês (5º, 280 milhões), árabe (6º, 274 milhões), bengali (7º, 265 milhões) e russo (8º, 258 milhões). Em 10º está o indonésio, com 199 milhões de falantes nativos.

Mais línguas em um só país

A Papua-Nova Guiné é o país que tem mais idiomas em uso, com nada menos que 840 línguas, todas vivas. A Indonésia vem em segundo lugar, com 722. O terceiro lugar é da Nigéria, com 531, seguido pela Índia com 454.

É um tanto surpreendente pensar que os Estados Unidos ocupam o 5º lugar na lista, com nada menos que 328 idiomas vivos. Segundo o Ethnologue, 121 dessas línguas foram trazidas ao país por estrangeiros. O Brasil é o 10º país com mais idiomas, com 221. Vem atrás de Austrália (314), China (308), México (292) e Camarões (275).

Quais são os idiomas mais traduzidos?

No que se refere à tradução, os idiomas para os quais mais se traduz são inglês, francês, alemão, italiano, japonês e russo. E os cinco principais idiomas a partir dos quais se traduz são inglês, francês, alemão, russo e italiano.

Embora o chinês seja o 2º mais falado, pouco se traduz para o idioma. Durante a primeira década do século 21, mais de 75% dos livros produzidos foram traduzidos para francês ou alemão, por exemplo, mas apenas 5% para o chinês.

Tradução de literatura

A Bíblia, de longe, é a obra traduzida para mais idiomas, com 1.442 no caso do Novo Testamento e 636 na versão completa, que inclui o Antigo Testamento. O livro O Pequeno Príncipe (1943), de Antoine de Saint-Exupéry, foi traduzido do francês para mais de 300 idiomas. Outro livro infantil, o italiano As Aventuras de Pinóquio (1883), de Carlo Collodi, é o segundo mais traduzido, para mais de 260 idiomas. Um dos mais antigos romances escritos em inglês, O Caminho do Peregrino (1678), de John Bunyan, já foi vertido para mais de 200 idiomas. 

E quem poderia imaginar que uma história criada para distrair três crianças aborrecidas durante um passeio de navio se tornaria uma das obras mais traduzidas do mundo? Trata-se de As Aventuras de Alice no País das Maravilhas (1865), de Lewis Carroll, traduzido do inglês original para 174 idiomas. E para completar a lista, O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de la Mancha (1605), de Miguel de Cervantes, é o livro em espanhol mais traduzido de todos os tempos, para mais de 140 idiomas. O livro brasileiro mais traduzido é O Alquimista (1988), de Paulo Coelho, obra que tem versões em mais de 80 idiomas.

Vale mencionar, ainda, que a Declaração Universal dos Direitos Humanos, texto magistral da ONU que completou 70 anos em 2018, foi traduzida para mais de 500 idiomas. No site da entidade, você pode ler o documento em inglês, em português ou ouvir seus 30 artigos lidos em mais de 80 idiomas diferentes. Ou pode escolher outro idioma.

Os três autores mais traduzidos de todos os tempos são Agatha Christie (1890-1976), Júlio Verne (1828-1905) e William Shakespeare (1564-1616). Estatísticas sobre obras e autores mais traduzidos eram mantidas e atualizadas pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) no Index Translationum, brilhante serviço que infelizmente foi descontinuado em 2012, quando completou 80 anos.

O preço de uma tradução

Quanto custa uma tradução? Bom, depende! Certa vez, conta a história, no século 14, o rei Eduardo III da Inglaterra ofereceu "um galão de vinho por dia pelo resto da vida" como prêmio pelas traduções do francês e do latim e pelas obras literárias de Geoffrey Chaucer, autor de Os Contos de Cantuária (por acaso, um livro inacabado). O prêmio era generoso: equivale a 4,5 litros de vinho por dia. Mas já houve quem pagou com a própria vida por uma tradução. No reinado de Henrique VIII, William Tyndale foi condenado em 1536 à fogueira depois que suas traduções da Bíblia para uma versão inicial do inglês moderno foram banidas. Apesar do alto "preço", o trabalho de Tyndale é tido como a primeira tradução bíblica em inglês com base direta nos textos originais, em hebraico e grego.

O site mais traduzido

Qual será o site mais traduzido em todo o mundo? Você talvez pense que poderia ser o de uma grande empresa global de tecnologia, como a Apple ou o Facebook, por exemplo. Errado. Embora venda em praticamente todo o mundo, a Apple tem versões diferentes de seu site em 128 idiomas e dialetos regionais. A gigante das redes sociais é oferecida em 111 diferentes idiomas. Também não é a Wikipédia, que oferece milhões de páginas em 286 idiomas.

Se você está pensando na lógica da Bíblia, está seguindo uma boa pista. Será que é o site do Vaticano, sede da maior religião monoteísta do mundo, com cerca de 2,4 bilhões de fiéis? Não. O site da Santa Sé é oferecido em nove idiomas, incluindo português, latim, árabe e chinês. Nem de longe é o mais traduzido. O campeão é o site das Testemunhas de Jeová, uma religião bem mais recente: ele é traduzido para nada menos que 913 idiomas, incluindo quatro versões de português: o brasileiro, o de Portugal, o moçambicano e a Língua Gestual Portuguesa (LGP), o equivalente português da Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Os idiomas mais usados online

Com bilhões de usuários, a internet é um espaço em que os idiomas se cruzam com frequência, com muitos sites apresentados em mais de uma língua. Mas quais são os idiomas mais usados na web? É natural pensar que o inglês lidera. Estimativas apontam que 51,6% de todo o conteúdo online esteja em inglês. Isso significa que quase metade dos sites é apresentada em outros idiomas.


Em seguida, diferente do que poderia dizer o senso comum, estão russo (6,6% do conteúdo online); japonês (5,6%); alemão (5,6%); espanhol (5,1%); francês (4,1%); português (2,6%); italiano (2,3%); chinês (2%); e polonês (1,7%).

A essa relação é bem diferente se consideramos os usuários da internet de acordo com o idioma que usam. O inglês segue no topo da lista, com 26,3% dos internautas, ou mais de 948,6 milhões de pessoas. Ou seja, há percentualmente muito mais conteúdo online em inglês do que usuários desse idioma, o que é natural em um mundo globalizado e conectado.

Mas os idiomas que vêm a seguir na lista podem surpreender: chinês, com mais de 751,9 milhões de internautas (20,8%), seguido de longe por: espanhol (277,1 milhões, 7,7%); árabe (168,4 milhões, 4,7%); nosso português (154,5 milhões, 4,3%); japonês (115,1 milhões, 3,2%); malaio (109,4 milhões, 3%); russo (103,1 milhões, 2,9%); francês 102,2 milhões, 2,8%); e alemão (83,8 milhões, 2,3%).

Muitas línguas oficiais

Idiomas oficiais são aqueles adotados por entidades, eventos, categorias profissionais etc. que se popularizaram como tal. A ONU (Organização das Nações Unidas), por exemplo, tem 6 idiomas oficiais: árabe, chinês, inglês, francês, russo e espanhol. Nas Olimpíadas, os idiomas oficiais são o francês e o inglês - além do idioma do país-sede. Na aviação, é o inglês: a tripulação, principalmente os pilotos, devem saber falar o idioma.

Na Organização Mundial do Comércio (OMC), as línguas oficiais são inglês, francês e espanhol. Na União Europeia (UE), criada com 4 idiomas, há nada menos que 24 línguas oficiais hoje: alemão, búlgaro, checo, croata, dinamarquês, eslovaco, esloveno, espanhol, estoniano, finlandês, francês, grego, holandês, húngaro, inglês,
irlandês, italiano, letoniano, lituano, maltês, polonês, português, romeno e sueco. A UE tem mais de 60 línguas nativas regionais ou minoritárias. 


Países podem ter mais de um idioma oficial, como ocorre por exemplo na Índia, que embora tenha cerca de 3 mil idiomas, adota o hindi e o inglês como oficiais. Em algumas nações, não há idioma oficial, como é o caso dos EUA.

Português como língua oficial

Já vimos que o português é um dos idiomas oficiais da UE. Mas esse não é o único organismo ou entidade global a ter a nossa língua como oficial. Outros que a adotam são a Anistia Internacional e a Cruz Vermelha (ambas também com árabe, inglês, francês e espanhol; CV ainda com alemão e russo); e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), da qual fazem parte Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Também adotam o português como idioma oficial Fifa (além de alemão, árabe, espanhol, francês, inglês e russo); União Latina (ao lado de catalão, espanhol, francês, italiano e romeno); e Organização dos Estados Ibero-Americanos para Educação, Ciência e Cultura (OEI), que também adota o espanhol.​

Entidades regionais, como União Africana (UA), Mercado Comum da África Oriental e Austral (Comesa), Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (Ecowas), Comunidade Econômica dos Estados da África Central (ECCAS), Organização dos Estados Americanos (OEA), Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e Mercado Comum do Sul (Mercosul), também adotam o português como uma de suas línguas oficiais.

Sopa de letras

Existe uma normativa do padrão ISO para identificar, com 2 ou 3 letras, os nomes dos idiomas conhecidos, a ISO-639. Se você já viu referências ao português como "PT" ou ao português brasileiro como "pt-BR", então sabe do que estamos falando. A ideia é padronizar a nomenclatura dos idiomas, muito útil para nomear arquivos ou organizar traduções, por exemplo. Na Traddutz, adotamos a sigla de duas letras. Veja uma lista de siglas da ISO-639.

Você conhece uma curiosidade ou tem alguma dúvida sobre idiomas? Escreva e compartilhe com a gente! Confira também o nosso perfil no Instagram, onde publicamos três curiosidades toda semana, sempre às quintas-feiras. 

Fontes: Adverbum, Alphatrad, Berlitz, Busuu, DayTranslations, Ethnologue, Guinness World Records, Language Insight, Nexo Jornal, Preply, RussianTranslator, Reuters, Superinteressante, Wikipédia, CIA's World Factbook...

Os números apresentados aqui podem sofrer alterações e podem, por isso, estar desatualizados.